sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Cobra-corre-campo (Thamnodynastes pallidus)



Thamnodynastes pallidus é o nome científico da serpente também designada popularmente como Cobra-corre-campo, corre-campo, cobra-do-mato, corredeira e ubiraquá. 

É uma serpente opistóglifa, pelo que a sua picada pode ser, ou não, letal. 

Distribui-se amplamente pela América do Sul.

Características:Possui Chega a atingir um comprimento de 60 cm. O seu corpo é amarelo-bronzeado com duas linhas laterais escuras. As escamas apresentam uma borda negra. Sua dentição é opistóglifa (o dente inoculador de veneno existe, porém, situado bem no fundo da boca).


Distribuição

Incluindo Uruguai , Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Peru, Venezuela, Argentina, Colômbia e Bolívia  e no Brasil, ocorrendo nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina nordeste do Brasil, 

Reprodução
Vivípara.


Habitat

Formações florestais à abertas em matas e bordas de matas, alagados, brejos, lagos a lagoas.

Hábitos

Crepuscular, noturna, terrestre, semi-aquática e semi-arborícola. Normalmente associada á vegetação próxima a alagados, várzeas e brejos.

Alimentação

Anurófaga (alimenta-se preferencialmente de anuros), mas pode incluir, outros pequenos vertebrados como, roedores, peixes e lagartos.


Nenhum comentário: