quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Madagascariensis Sanzinia

JPEG - 137.8 kb
 
 
 
O madagascariensis Sanzinia é uma rara serpente de Madagascar.Os boines dos Epicrates gênero, formam um grupo importante, zoologicamente falando, amplamente difundida no continente, bem como nas Antilhas, onde, em várias ilhas, são encontradas espécies e raças ou subespécies

O cubano, o anguilifer Epicrates, atinge um tamanho maior do que a jibóia, enquanto os outros são significativamente menores.

O cenchria Epicrates da América Central e do Sul é muitas vezes chamado pelos biólogos zoológicas do arco-íris boa, devido aos reflexos iridescentes das escalas.

A jibóia somente cuja massa pode rivalizar com o dos grandes jibóias, Python reticulatus, incluído, é a Anaconda (Eunectes murinus), que vive na parte norte da América do Sul, na floresta amazônica.
É uma espécie ovovivíparas.

Por muito tempo, até os anos oitenta do século XX, os biólogos zoológicas pensou que era vivíparos como o Boinae outro, mas estudos posteriores por meio de filmagens concomitantes às da dissecção feitos em animais (fêmeas grávidas encontrado morto), têm mostrado a existência de um desenvolvimento de ovos cleidoic dentro dos ovidutos.
Durante a gestação, essas aberto em horários específicos, liberando filhotes já formados, enquanto que os fragmentos brancos das conchas, com consistência mórbida, são reabsorvidos pela mãe, a fim de recuperar parte dos recursos minerais perdidos.

Da região vaginal sai uma progênie apt-pré-social, já capaz de rastejar, que os efeitos de uma só vez a muda em primeiro lugar, depois de algumas horas, e chega em um tempo bastante curto, seguindo as curvas de crescimento precisos, as dimensões alométricas da espécie,
que é necessário, para atingir a maturidade sexual.

Por certo, as amostras superando a 7 m de comprimento foram apreendidos, e é possível que algum grande macho pode chegar a 9 m, ou talvez, excepcionalmente, a 10 m! Pelo contrário, os inúmeros relatos de conterrâneos, os viajantes, os pescadores dos países afirmando de até 22 m de comprimento espécimes, de pé, para apresentar, confinados nas lendas, possivelmente fruto da imaginação, se não mesmo de mentiras deliberadas.