domingo, 23 de setembro de 2012

Cobra-cipó

 
 
 
Chironius bicarinatus - A cobra-cipó, também conhecida como caninana-verde, é habitante da Mata Atlântica, sendo encontrada da Bahia até o Rio Grande do Sul. Vive também em algumas áreas da Argentina e do Uruguai.
 


 
 
Mede até 1,80 metro de comprimento, possui coloração verde, que serve como camuflagem, uma faixa mais clara sobre a coluna e a barriga é amarelada. Seu corpo é muito fino e é um animal muito ágil. Seus olhos são grandes e a cauda é longa. Não possui veneno.




Quando ameaçada, tenta primeiro fugir e, em último caso, morder. Antes de atacar, ergue a parte superior do corpo, infla e achata o pescoço e abre a boca, parecendo maior do que realmente .






Alimenta-se principalmente de pequenos anfíbios, mas pode atacar também filhotes de aves e outros répteis.
 
 
 

Tem hábitos diurnos, sendo muito ativa nas primeiras horas do dia. Movimenta-se com agilidade entre os galhos das árvores e também no solo. À noite, dorme no topo de árvores ou arbustos.
 
 


A cobra-cipó é ovípara, ou seja, bota ovos. A fêmea bota de cinco a 14 ovos. Os filhotes nascem independentes e já aptos à caçar.
 


Não é uma espécie ameaçada de extinção, mas sofre com o desmatamento, com o tráfico e com a caça.

 
 
 

Nenhum comentário: