segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

python molurus albina

Esta serpente é uma subespécie da Píton Indiana e está entre as seis maiores cobras do mundo. É nativa das florestas do Sudeste da Ásia. Pode ser encontrada frequentemente perto da água e regiões semi-aquáticas, mas também podem ser vistas no alto de árvores. Vivem em média de 30 anos ou maisColocam de 30-50 ovos. A mãe bobina em torno deles e “tirita” para mantê-los mornos. Incubation: 55-75 dias. Hatchlings quase 50cm longos.


 Alimentação:

Sua alimentação em cativeiro e basicamente de roedores , camundongos, porquinhos da índia e na natureza de pássaros ou pequenos mamíferos. Este animal mata suas presas através do estrangulamento ou melhor dizendo  matando pelo constriction.  Para no seres humanos o manuseio desta espécie de forma incorreta ou por pessoa não qualificada poderá causar ferimentos graves, seja pela sua mordida ou pela constriction. Esta cobra não é peçonhenta .



Distribuição: 

Índia do nordeste, leste com China do sul e sul através da península Malay, mas ausente nas Filipinas.



Habitat: 

Adaptado a uma variedade larga dos habitats, tais como grasslands, os swamps, pântanos, foothills rochosos, florestas, “abrem” vales da selva e do rio, às florestas da montanha até 2,000ft. As populações são dependentes de uma fonte permanente da água.




Tamanho: 

Os espécimes sobre 5.4 m são muito raros, mas alguns alcançaram sobre 6m no comprimento.

Nenhum comentário: