segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Cobra cor de fogo de Bornéu


 
Exploradores visitam Bornéu há séculos, mas amplos trechos de seu interior ainda precisam ter sua biologia estudada, disse Adam Tomasek, líder do projeto Coração de Bornéu.  As descobertas incluem o maior bicho-pau do mundo, com 56,7 centímetros; uma cobra cor de fogo e um sapo que voa e muda a cor da pele e dos olhos. No total, 67 plantas, 29 invertebrados, 17 peixes, cinco sapos, três cobras, dois lagartos e uma nova espécie de pássaro foram descobertos. 
 
 
Bornéu é conhecida como um centro de insetos monstruosos, incluindo baratas de 10 centímetros. Entre as descobertas recentes está um sapo que respira pela pele, porque não tem pulmões, e uma lesma que dispara dardos de calcário durante o acasalamento, injetando hormônios no parceiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário